05 janeiro 2009

Passa uma Borboleta

Fotografia: ©Carol Timm

Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor.

©Alberto Caeiro
(Heterônimo de Fernando Pessoa)


3 comentários:

Maria disse...

Foto linda Carol,poema que nos obriga a meditar!Como sempre seu coração ajuda outros a sentirem-se vivos. beij.com muito carinho
perfumados com suas flores preferidas...

M.M.G.

Mel disse...

Carol, você teve sorte de conseguir fotografar uma borboleta, elas são sempre tão agitadas com suas asinhas coloridas!
E tenho dessa flor aqui em casa!
:)
Beijos

Marilac disse...

Carol,
Quanta beleza, cor e poesia juntas.Esse poema reune tudo isso!
Flores e borboletas com seu colorido nos encantam e inspiram sempre!

E para completar ainda tem a Marisa Monte.

bjs
e um excelente final de semana

Marilac