03 março 2008

A Menina das Três Casas


Foi por ela que um dia eu lhe vi.
Na verdade, fui eu quem lhe chamou.
E alguns dias depois você me viu.
Ou olhou, não sei bem, respondeu-me.

...

Foi logo depois de eu abrir a persiana.
Seu jeitinho doce, palavras cor de mel.
Fez-me ver que a vida é boa e merecida.
Que nada é tão tragédia assim.

...

Tens nome de menina e três casas.
O sino a tilintar e música doce ao fundo.
Imagens de sol, céu azul e o mar do sul.
E o olhar nas muitas entrelinhas.

...

Disse-me que a esperança ainda vive.
Que ainda voa bem lá no alto.
Sobreviveu às intempéries e aos vícios.
E que tudo vale muito a pena.

...

Ela existe sim, bem longe, bem perto.
A menina de palavras doces e de três casas.
Visito-a sempre que abro a janela.
Só para ter um sorriso de orelhas.


Juca Machado

Este lindo poema é um presente pelo aniversário do blog,
feito pelo amigo AQUI!

4 comentários:

Betty Branco Martins disse...

querida____________Carol




vim da "casa do Juca" para conhecer o teu "espaço"







parabéns________pela excelência:))
















beijO c/ carinhO

Edna Battaglini disse...

Ola Carol,

vejo que hoje é um dia realmente especial para mim, acabei de vir de um blog onde as palavras pareciam escritas para mim...e agora veja, que coisa mais bela, sinto-me como essa menina, dentro desse renascer íntimo de luz, percebo, que tudo está dentro de nós, é um dever tentarmos nos vestir como essa "menina" do texto, agora,depois de muito refletir, sei que a felicidade é um dever, para nos fortalecer diante das adversidades.
obrigada, desculpe se as vezes desaponto com minha correria, com a falta de atenção que os amigos merecem, a pressa em digitar, onde "engulo" tantas palavras, o desânimo em corrigir, sou tão imperfeita...
quem sabe uma menina, atrapalhada,mas com esperanças...
abraços

J.Machado disse...

Carol,
fiquei muito feliz por ter publicado meu texto em uma de suas casas, deveras lisongeado.
Mais feliz ainda fiquei ao ver lá no cabeçalho, no telhado da casa, um trechinho meu...vc não imagina como fiquei contente deste lado de cá.
Estas surpresas me dão muitos sorrisos de orelhas.
Abração pra ti!

Marilac disse...

Querida Carol
No corre corre tenho demorado a vir aqui e eu gosto tanto também dessa sua casa.Lindo o poema que vc ganhou do Juca.E ficou maravilhoso esse novo cabeçalho com o trecho do poema...
Felicidades minha querida amiga de palavras doces e de 3 casas onde sempre somos recebidas com tanta beleza, poesia e carinho!

Abraços,
Marilac