01 setembro 2007

Velha História


Um dia, ao pescar na beira de um rio, um homem pega um peixe.

A partir de um gesto de afeto do pescador,

os dois desenvolvem uma linda amizade

que é admirada por todos na cidade.

Do poema de Mario Quintana.



video



Este e outros Curta-Metragens

são encontrados no site: PORTA CURTAS

3 comentários:

Hay disse...

Carol!
Li e li mais uma vez e outra talvez...
Seu poema sobre a Vida, lindo momento seu.
Sobre o peixe... bem, posso tirar algumas lições dela ou apenas dizer pobre peixe... fico com as lições!
Agradeço de coração o lindo recado que deixou.

Beijos, e uma boa semana!
Hay

Anônimo disse...

Querida Carol!

Tens toda razão, não escrevo versos mas já não vivo mais sem eles...
Você se tornou, além de poetisa, uma inspirada escritora de comentários...Agradeço mais uma vez de toda coração. Achei lindas as suas palavras deixadas no meu blog.

Beijos
Hay

Ela disse...

Aqui está tudo muito leve e profundo.
Adoro ler o que vc escreve.
sou Cátia sim.
Não deixe de passar lá em casa.
A propósito, adorei a sugestão da letra.

Grande abraço