21 abril 2010

Poética I

Pintura: ©Adriana Franciss

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
Oeste é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.

©Vinicius de Moraes


Para Adriana, minha amiga querida,
que pintou o belo quadro que ilustra esse poema!

3 comentários:

Adriana disse...

Minha amiga tão querida!!! Que surpresa maravilhosa!!!! Sem palavras.....só lagrimas de tanta alegria!!!

Beijos e obrigadaaaaaaaaaa

Dri

Rafaelle Costa disse...

Incrivel encontrar este poema aqui, já que o busquei tanto ontem... eu o procurava por completo, já que só conhecia os primeiros versos. Gostei deste lugar.

Marilac disse...

Carol,
Querida, que lindo quadro, acho tão poético carrinho com flores!
Ficou perfeito para acompanhar este poema de Vinicius de Morares.

Eu tenho vontade de aprender a pintar em tela, quem sabe um dia...

bjs
Marilac