16 setembro 2006

A Nossa Casa

Pintura ©Monet

A nossa casa, Amor, a nossa casa!
Onde está ela, Amor, que não a vejo?
Na minha doida fantasia em brasa
Constrói-a, num instante, o meu desejo!

Onde está ela, Amor, a nossa casa,
O bem que neste mundo mais invejo?
O brando ninho aonde o nosso beijo
Será mais puro e doce que uma asa?

Sonho... que eu e tu, dois pobrezinhos,
Andamos de mãos dadas, nos caminhos
Duma terra de rosas, num jardim,

Num país de ilusão que nunca vi...
E que eu moro - tão bom! - dentro de ti
E tu, ó meu Amor, dentro de mim...

©Florbela Espanca


Nota: Esse poema foi extraído do lindo livro POEMAS de Florbela Espanca que ganhei de um querido amigo essa semana. Há diversos sites na internet com poemas da poetisa portuguesa. Vou divulgar alguns deles:

Vidas Lusófonas - Florbela Espanca e Revista Agulha - Poemas

Um comentário:

Marilac disse...

Florbela sempre expressa de forma tão intensa o amor !!!Meu noivo é português e através dele cheguei a Florbela..!! Bjs Carol, aos poucos vou lendo os textos lindos tão cuidadosamente selecionados por vc!