23 novembro 2010

Velha História


Um dia, ao pescar na beira de um rio, um homem pega um peixe.
A partir de um gesto de afeto do pescador,
os dois desenvolvem uma linda amizade
que é admirada por todos na cidade.

Do poema de Mario Quintana.


video


Este e outros Curta-Metragens
são encontrados no site: PORTA CURTAS

14 novembro 2010

Milagreiro



Agora vamos ter os girassóis
Do fim do ano
E o calor vem desumano
Tudo irá se expandir
Crescer com as águas
Quiçá, amores nos corações
E um santeiro,
Milagreiro
Prevê a dor
De terceiros
E diz que a vida
É feita de ilusão
E um santeiro,
Milagreiro
Prevê a dor
De terceiros
E diz que a vida
É feita de ilusão
Aquela que um dia o fez sonhar
Se foi com o outro
No dia em que os dois
Se casariam por amor
Ele aluou
Hoje o seu pesar
Cintila nos varais
Usou as sete vidas
E não foi feliz jamais
Toda a imensidão
Passou pela vida
E foi cair na solidão
Mais um santo para esculpir é o que lhe vale
Pra evitar que o rancor suas ervas espalhe



Composição: Djavan
Intépretes: Cássia Eller e Djavan

12 novembro 2010

FELICIDADE


Fotografia: ©Cidinha Madeiro
 
 
É tão cedo que quase não há luz do lado de fora.
Estou de pé junto à janela.
Tenho na mão uma xícara de café,
e na cabeça aquilo que por essas horas
costumamos confundir com pensamentos.
 
Então vejo o garoto com seu amigo
chegando pela rua
para entregar o jornal.
 
Estão com gorros e pulôveres,
e um deles transporta uma mochila no ombro.
Parecem tão felizes
que nem abrem a boca, estes dois meninos.
 
Creio que, se pudessem,
andariam de mãos dadas.
É tão cedo de manhã, e eles
estão fazendo juntos o trabalho.
 
Aproximam-se lentamente.
O céu só agora começa a se iluminar,
embora a lua ainda se incline sobre a água.
 
É tanta beleza que, por um minuto,
a ambição ou a morte, e mesmo o próprio amor,
nada têm a ver com tudo isto.
 
Felicidade vem sem que a chamem
e transcende qualquer argumentação
matutina a respeito.
 
©Raymond Carver